Alimentos para manter seu sangue alcalino

Para ajudar a alcançar um nível de pH saudável e balanceado, consulte o gráfico abaixo. Tenha em mente a fonte de alimento mais alcalina e menos ácida, melhor para sua saúde e bem-estar geral. De acordo com os especialistas em saúde, 75% da sua alimentação devem provir de fontes alcalinas e 25% podem vir de fontes ácidas.

Tente emparelhar alimentos para facilitar a digestão e promover um equilíbrio mais saudável. Por exemplo, consumam feijão (ácido) com brócolis (alcalino).

VEGETAIS LEGUMES E LEGUMES

  • Mais alcalina: brócolis, pepino, coentro, verduras orientais, alho, cebola, couve, espinafre, salsa, vegetais do mar,
  • Meio alcalino: pimentão, couve-flor, pastinaca, endívia, raiz de gengibre, batata-doce, repolho, aipo, cenoura, aspargos.
  • Baixo alcalino: couve de Bruxelas, beterraba (tops e raízes), tomate e suco de tomate, ervilhas frescas, alface escura, todos os cogumelos, batatas com casca, abóbora, abóbora, tempeh.
  • Mais Ácido: soja processada, manteiga de amendoim salgada e açucarada
  • Ácido Médio: manteiga de amendoim salgada.
  • Ácido baixo: milho, lentilha, amendoim com casca, manteiga de amendoim orgânica, proteína de soja em pó, feijão (rim, lima, marinha, pinto, branco, preto, ervilha, feno e galinha), tofu extra firme, edamame.

FRUTOS

  • Mais alcalina: melão, melão, raison, nectarina, framboesa, melancia, cerejas pretas frescas, azeitonas pretas em óleo.
  • Alcalina média: maçã, abacate, toranja rosa, limão, lima, manga, pêra, pêssego.
  • Baixo alcalino: abacaxi fresco, uvas de damasco, baga azul, morango, baga preta, mamão.
  • Mais Ácido: cranberry, frutas secas, sulfered.
  • Ácido Médio: ameixas, azeitonas, (em conserva) suco de frutas adoçadas, frutas enlatadas açucaradas, geléias adoçadas, conservas açucaradas.
  • Ácido baixo: frutas secas, figos naturais, tâmaras, banana, frutas enlatadas sem açúcar, suco natural de frutas, geléias sem açúcar, conservas sem açúcar.

ERVAS DE ESTAÇÕES, ESPECIARIAS

  • Mais alcalina: sal marinho celta, sal do grande lago, miso e natto, pimenta de Caiena, ashwagandha, gotu kola, ginkgo biloba, bicarbonato de sódio.
  • Alcalina médio: canela, gengibre, endro, hortelã, hortelã-pimenta, açafrão, rhodiola, manjericão, orégano, raiz de alcaçuz, ginseng siberiano.
  • Baixo alcalino: a maioria das ervas, curry, mostarda em pó, noz de cola, tamari, cardo de leite, maca, astrágalo, suma, Echinacea
  • A maioria dos ácidos: pimenta preta, MSG, molho de soja, fermento e levedura nutricional.
  • Ácido Médio: baunilha, noz-moscada, maionese, ketchup.
  • Ácido baixo: tahine, alfarroba, cacau, sal comum.

BEBIDAS

  • Mais alcalina: água alcalina rica em elétrons, água ativada por plasma.
  • Meio alcalino: chás, verde, macha verde, gengibre, rooibos, camomila, água, água ozonizada, água ionizada
  • Baixo Alcalino: vinho tinto seco, leite de amêndoa sem açúcar, água destilada, chope, cerveja preta escura, café preto orgânico.
  • Mais Ácido: bebidas alcoólicas, refrigerantes,
  • Ácido Médio: café com leite e açúcar.
  • Baixo teor de ácido: leite de soja sem açúcar, leite de arroz sem açúcar, chá preto café preto, café descafeinado.

GRÃOS, CEAREAL, OUTROS

  • Mais alcalina: grânulos de lecitina de soja com pólen de abelha, culturas probióticas livres de produtos lácteos.
  • Meio Alcalino: suco de aloe vera,
  • Baixo alcalino: aveia inteira quinoa, arroz selvagem, painço e espelta, pó de proteína de cânhamo.
  • Mais Ácido: cevada, pastelaria, bolos, biscoitos de tortas.
  • Ácido Médio: proteína simples de arroz em pó, aveia em flocos e farelo de aveia, rhy, pão branco, massa branca, arroz branco.
  • Ácido baixo: arroz integral e basmati, trigo e trigo integral, kasha, amaranto, trigo integral e massa de milho, pão integral.

Conheça 7 alimentos naturais para saúde do olho

Quando sua mãe lhe disse para comer suas cenouras para uma melhor visão, ela estava absolutamente certa! Boa saúde ocular pode ser alcançada naturalmente através de dieta adequada. Aqui estão sete nutrientes para olhos saudáveis ​​e brilhantes que podem ser encontrados em fontes de alimentos e na forma de suplementos dietéticos.

  • LUTEIN: Naturalmente encontrado em alface romana, brócolis, couve, gema de ovo e milho, a luteína é um antioxidante que tem sido associado ao suporte de olhos e pele saudáveis, através da redução de radicais livres. Diz também que a luteína ajuda a filtrar a luz azul, que, acredita-se, causa estresse oxidativo e danos causados ​​pelos radicais livres na pele e nos olhos. A luz azul está presente na luz solar natural e na iluminação interna.
  • LYCOPENE: O licopeno é um poderoso antioxidante que ajuda a neutralizar os danos causados ​​pelos radicais livres associados à degeneração macular e outras doenças relacionadas à idade. Produtos de tomate cozido – catchup, molho de espaguete e suco de tomate – são boas fontes naturais de licopeno. O cozimento dos tomates colapsa as paredes das células, liberando concentrações mais altas desse importante nutriente.
  • VITAMINA A: Tipicamente ingerida como betacaroteno ou retinol, estes são convertidos em vitamina A no organismo. A vitamina A ajuda no tratamento de alguns distúrbios oculares, incluindo cegueira noturna e glaucoma, e pode ser encontrada em muitas fontes de alimentos, como damascos, espargos, cenoura, alface, fígado, ovos, batata-doce, tomate e melancia.
  • ÓLEO DE PEIXE: Segundo a pesquisa, os ácidos graxos ômega 3 encontrados no óleo de peixe podem proteger contra a degeneração macular, a principal causa de cegueira relacionada à idade. Em um estudo do Instituto Nacional do Olho examinando dados dietéticos de indivíduos de 60 a 80 anos, descobriu-se que aqueles que comiam peixe mais de duas vezes por semana tinham 50% menos probabilidade de contrair degeneração macular do que indivíduos que não consumiam peixe.
  • ÁCIDO ALFA LIPOICO: O ácido alfa-lipóico (ALA) é um poderoso antioxidante que se encontra em todas as células do corpo, ajudando a transformar a glicose em energia. ALA beneficia o corpo de várias maneiras, e os benefícios específicos para a saúde dos olhos incluem a prevenção do glaucoma, catarata e retinopatia diabética. Um corpo saudável faz quantidades suficientes de ALA, mas este nutriente importante também está presente em carnes vermelhas e levedura de cerveja.
  • EXTRATO DE BILBERRY: Um fruto azul profundo relacionado a mirtilos e mirtilos da América do Norte, diz-se que os mirtilos melhoram a visão noturna e reduzem a ocorrência de degeneração macular. Eles contêm altos níveis de antocianinas que estão ligados à redução de muitas doenças diferentes. Como os mirtilos são difíceis de cultivar, eles geralmente só estão disponíveis em lojas gourmet e são normalmente caros, mas o suplemento pode ser encontrado na maioria das lojas de alimentos integrais.
  • EXTRATO DE SEMENTES DE UVA: Como se diz que o extrato de semente de uva fortalece as paredes dos vasos sanguíneos no corpo, pode também ser eficaz na prevenção ou desaceleração da retinopatia, que é a degradação progressiva das retinas oculares. As propriedades medicinais das sementes de uva vêm de proantocianidinas, que são compostos extraídos da semente de uva e adicionados a suplementos de ervas

A boa nutrição tem mostrado prevenir ou retardar o progresso de algumas doenças oculares. Considere adicionar os nutrientes acima à sua dieta diária para olhos mais saudáveis ​​e brilhantes!

Como curar a insônia naturalmente com 12 alimentos saudáveis

De todos os alimentos que existem no nosso mundo moderno, os mais importantes para garantir a nossa cota justa e completa de sono natural são aqueles que contêm o aminoácido triptofano – pronunciado TRIP-TOE-FAN.

Esse construtor dos neurotransmissores relaxantes do cérebro, a melatonina e a serotonina, é um elemento crucial na capacidade geral de efetivamente curar insônia naturalmente e permanentemente.

Aqui está uma lista útil de alguns alimentos contendo triptofano, que quando usado como parte de um plano de dieta saudável e controlado, ajudará a garantir que você consuma uma cota alta e regular desse nutriente essencial que cria o sono;

  1. Carne Vermelha
  2. Ovos
  3. Aves de Capoeira
  4. Frutos do Mar
  5. Nozes – amendoim, avelãs etc
  6. Frutos do Mar
  7. Laticínios – queijo, leite etc
  8. Feijão
  9. Hummus
  10. Lentilhas
  11. Produtos Soy
  12. Sementes de girassol

Já é um fato conhecido que hábitos alimentares fracos ou incorretos irão destruir sua saúde de muitas maneiras – por que piorá-lo aumentando os sintomas da insônia com a comida errada? O que, como e quando você come é apenas uma parte do re-treinamento gentil do cérebro que você vai precisar, além de se livrar de todas as outras causas de sua insônia.

Por uma questão de interesse, há uma importante relação entre o triptofano e os carboidratos. As refeições para ajudar você com sonolência, são aquelas que contêm um carboidrato com apenas uma pequena porção de proteína – portanto, mantenha esse tipo de refeição na segunda metade do dia.

As refeições que estimulam a energia são aquelas que contêm uma porção maior de proteína com pouco ou nenhum carboidrato – tipos perfeitos de refeição para a primeira metade do dia (café da manhã, brunch, almoço).

Em suma; juntamente com o estresse, a falta de uma rotina de exercícios saudáveis, a falta de higiene do sono e o necessário treinamento de seu cérebro, seus maus hábitos alimentares são apenas parte das muitas causas coletivas de insônia e, como tal, precisam ser tratados muito seriamente.

6 super alimentos para alcançar uma super saúde

Aqui estão alguns alimentos Super embalados com as substâncias protetoras que podem proteger seu coração, manter o câncer sob controle, aumentar a força dos ossos, proteger a visão, melhorar o humor e ajudar a perder peso. Incluí-los em seus planos de alimentos e colher os benefícios.

Abacates: Onça por onça, eles contêm mais potássio na redução da pressão arterial do que as bananas. Os abacates são ricos em gorduras monoinsaturadas e beta-sitosterol, que reduzem o colesterol, e glutationa protetora contra o câncer, junto com vitamina E, folato, vitamina B6 e fibras.

Castanha do Brasil: Esta noz de árvore anti-cancerígena é um alimento desencadeante & rdquo; que pode causar células cancerígenas a auto-ndash; destruir. É uma ótima fonte de selênio, um promissor mineral traço anticancerígeno que também promove o reparo do DNA e aumenta a imunidade. Imagine, apenas duas nozes médias contêm suficiente selênio para reduzir a incidência de câncer de próstata, cólon e pulmão.

Brócolis: (não gostei de um ex-presidente) mas é um vegetal que você pode facilmente obter dois potentes bloqueadores de câncer que modificam os estrogênios naturais em formas menos prejudiciais e aumentam a atividade de enzimas que combatem os carcinógenos. Apontar para três porções de uma semana de brócolis ou seus primos crucíferos como repolho e couve-flor.

Semente de linhaça dinamite: Essas pequenas sementes com sabor de nozes são uma boa fonte de ácidos graxos ômega-3 e lignanas, que podem bloquear cânceres relacionados a hormônios. Eles são embalados com muita proteína e fibra. Polvilhe uma ou duas colheres de sopa de linhaça moída em iogurte, cereais, saladas, sopas e muffins / massas de pão.

Kiwis: Maravilha da Nova Zelândia: Os pequenos frutos fuzzy (considerados uma fruta) estão no topo da lista como os frutos mais ricos em nutrientes (ricos em nutrientes mas pobres em calorias) de todos. Duas dessas poderosas maravilhas têm mais potássio do que uma banana, duas vezes a vitamina C e a fibra de uma pequena laranja, incluindo folato, magnésio, vitamina E, cobre e luteína.

Lentilhas: Comê-los para nutrir seu coração: Lentilhas são embaladas com nutrientes de proteção do coração, incluindo folato e fibra. Em um & frac12; copo servindo lá é 9 gramas de proteína, com ferro e fibra que fazem um substituto de carne bom. Lentilhas cozinham muito rapidamente e são fáceis de preparar ao contrário de outros grãos.

Conclusão

Então aqui está! Imprima esta lista e coloque-a na sua geladeira para que você a tenha em seus dedos; dica para adicioná-los à sua lista de compras de supermercado. Se você nunca experimentou ou comeu alguns destes, acrescente pelo menos um desses “diamantes” saudáveis. Semanalmente até que você experimente comer todos eles. Explore e faça pequenas alterações ao prosseguir em sua jornada saudável. Basta lembrar que somos o que comemos! Vamos todos escolher os alimentos que farão nosso corpo forte e saudável e expulsar doenças. Nós podemos fazer isso juntos.

Saiba agora o que é depressão – Tipos e Causas

A depressão é uma condição de saúde mental comum e complexa que afeta mais de 16 milhões de adultos e 3 milhões de adolescentes nos Estados Unidos a cada ano. Pessoas com depressão se sentem tristes, vazias ou sem esperança na maior parte do tempo. É mais do que um caso do blues; A depressão aparece como uma nuvem de tempestade que não deixa passar a luz do sol. Dica a alegria de estar com amigos e familiares. As pessoas podem perder o interesse em passatempos, sexo e outras atividades prazerosas, e eles podem ter problemas para comer ou dormir.

Alguns casos de depressão têm um componente genético, mas muitos fatores além de uma tendência hereditária podem estimular e agravar os sintomas de depressão, incluindo vários fatores ambientais.

Às vezes, as pessoas não reconhecem ou reconhecem a depressão em si mesmas ou outras, por isso não conseguem procurar ajuda de um profissional de saúde. Mas sem tratamento, a depressão pode demorar por semanas ou meses – por vezes, anos – e pode levar a piora dos sintomas. A depressão pode destruir vidas, amizades e casamentos e colocar problemas na escola ou no trabalho. Algumas pessoas podem se transformar em álcool ou drogas para aliviar a dor ou considerar alguma forma de auto ferimento ou suicídio como fuga.

Se você está deprimido ou suspeita que um ente querido esteja lutando contra a depressão, é importante procurar ajuda o mais rápido possível. A maioria dos casos, mesmo depressão grave, pode ser tratada com sucesso.

Tipos de depressão

O transtorno depressivo maior ou a depressão maior é outro nome para a depressão clássica, o tipo que empurra as pessoas para um estado de espírito sombrio. Para ser diagnosticado com depressão maior, você deve ter sintomas que interfiram com a vida diária quase todos os dias por pelo menos duas semanas.

Transtorno depressivo persistente é uma forma comum e duradoura de depressão caracterizada por baixo humor. As pessoas têm sintomas por dois anos ou mais, mas não são tão perturbadoras quanto na depressão maior.

Transtorno disfônico pré-menstrual ou PMDD é uma forma grave da síndrome pré-menstrual (TPM) que pode desencadear depressão grave na semana antes do período mensal de uma mulher começa.

A depressão induzida por medicamentos ou álcool é uma alteração de humor causada pelo uso ou abuso ou álcool, certos medicamentos e drogas ilícitas. Também chamado de depressão induzida por substâncias, os sintomas podem ocorrer quando alguém para de tomar certos medicamentos ou drogas também.

Depressão devido a uma doença pode ocorrer juntamente com doenças cardíacas, câncer, esclerose múltipla e HIV / AIDS. É normal que esses diagnósticos sejam emocionais, mas se as mudanças de humor persistirem por mais de duas semanas, você pode ter depressão. Problemas de tireoide, bem como outras doenças mentais, como ansiedade e esquizofrenia, também podem levar a sentimentos de depressão.

Transtorno disruptivo de desregulação do humor é uma condição infantil que resulta em humor irritável e irritado; birras frequentes e severas; e incapacidade de funcionar na escola. Crianças com DMDD correm o risco de desenvolver transtornos de ansiedade e depressão na vida adulta.

A depressão bipolar, também conhecida como doença maníaco-depressiva, é caracterizada por oscilações incomuns no humor e energia, incluindo períodos de depressão.

A depressão pós-parto ocorre após o parto. As mulheres podem sentir extrema tristeza e ter dificuldade em cuidar de si mesmas ou de seus novos bebês. Os homens também podem ter depressão pós-parto.

Transtorno afetivo sazonal ou SAD também é conhecido como depressão sazonal. Este tipo de depressão recorrente geralmente atinge um padrão sazonal, geralmente durante o outono ou inverno, e desaparece na primavera ou no verão.

O que causa depressão?

As causas exatas da depressão não são claras. Os especialistas acham que pode haver vários fatores envolvidos. Muitas vezes, é a mistura de dois ou mais desses fatores que trazem depressão ou pioram a situação. Causas de depressão incluem:

Seus genes. Depressão pode ser hereditária. Certas mutações genéticas podem impedir a capacidade das células nervosas do cérebro se comunicarem de forma eficaz.

Mudanças na química do cérebro:  A depressão é frequentemente descrita como um desequilíbrio químico no cérebro, mas não é tão simples quanto ser muito baixa ou muito alta em um produto químico ou outro. Há muitas maneiras pelas quais a química cerebral está ligada à depressão. Por exemplo, as mulheres são mais propensas do que os homens a desenvolver depressão, talvez devido à flutuação dos níveis hormonais. A superprodução do hormônio do estresse cortisol também tem sido associada à depressão. Além disso, há uma conexão entre a serotonina e a depressão. Algumas pessoas deprimidas reduziram a transmissão desse importante mensageiro químico no cérebro.

Personalidade: O temperamento e a formação de uma pessoa estão entre os fatores psicológicos e sociais que podem influenciar a forma como ela reage a situações estressantes e vê o mundo. Como resultado, algumas pessoas podem ser mais vulneráveis ​​à depressão.

Meio Ambiente: Eventos de vida estressantes, como um trauma de infância, conflitos de relacionamento e perda, podem alterar a função cerebral de forma a tornar a pessoa suscetível à depressão.

Condições médicas: Depressão geralmente anda de mãos dadas com certas condições crônicas, como diabetes, câncer, doenças cardíacas, doença de Parkinson e doença de Alzheimer.

Medicamentos: Certos medicamentos estão ligados à depressão. A lista inclui medicamentos para o coração, como:

  • Betabloqueadores e bloqueadores dos canais de cálcio;
  • Estatinas redutoras de colesterol;
  • Hormônios femininos; a
  • Anticonvulsivantes;
  • Opioides; e

Abuso de substâncias: O uso de álcool e drogas pode trazer depressão (e as pessoas deprimidas costumam usar álcool e drogas para lidar com a depressão).