Como combater o estresse e viver melhor

Combater o estresse não é tarefa fácil no corre-corre dos dias de hoje. Tudo à nossa volta parece nos empurrar para o desgaste físico e emocional: o trabalho nunca nos exigiu tanto; a todo instante estamos às voltas com fazer (e pagar!) contas; nossos filhos pequenos requerem atenção redobrada e os adolescentes liberdade vigiada;

Os noticiários não cansam de despejar diariamente sobre nossa mente já tão saturada fatos e mais fatos, a maioria deles dolorosos, violentos, preocupantes; e ainda por cima somos obrigadas a lidar com a angústia da nossa incapacidade de absorver o enorme amontoado de informações que a todo instante nos chega através de publicações de diversas áreas, de jornais, revistas, internet.

O estresse é um dos principais inimigos da saúde. Ele pode acarretar prejuízos enormes para o corpo e para a mente, fazendo com que entrem em desequilíbrio. E quando o corpo físico e o mental se desarmonizam, o organismo humano inteiro se ressente. Um quadro como esse, porém, pode ser combatido, ou senão atenuado, com medidas simples.

E uma das primeiras providências para começar a se defender do estresse é transformar seus vícios alimentares em hábitos mais saudáveis de alimentação e cultivar atitudes positivas , que tragam mais qualidade ao seu dia-a-dia. Introduzir doses de descanso e lazer em sua vida, por exemplo, são válvulas de escape fundamentais para que você dê conta de um ritmo diário mais desgastante.

Manter seu corpo em movimento o mais possível é outra atitude essencial, afinal ele foi criado para isso. Mexa-se, não deixe que ele endureça, perca vitalidade e flexibilidade com o decorrer dos anos. Inclua na sua rotina diária uma atividade física que lhe dê prazer e pratique-a com regularidade, sob a orientação de seu médico. Mantendo seu corpo em movimento, as tensões físicas e mentais vão naturalmente se aliviando.

Se caminhar parece ser mesmo uma boa atividade física para o tipo de pessoa que você é, use roupas confortáveis e tênis próprios para caminhada (a fim de evitar problemas nas articulações), escolha uma local agradável (um parque, de preferência) ou ruas arborizadas, planas e onde haja pouco movimento de veículos — e comece devagar, até poder ir aumentando aos poucos tanto seu ritmo como seu tempo de caminhada. Se praticada de forma regular, a caminhada, além de melhorar muito seu humor e disposição, vai queimar gordurinhas extras, tonificar músculos, e o principal deles: seu coração.

Claro que se você nunca praticou exercícios físicos ou se está há algum tempo levando uma vida sedentária, mais do que nunca é essencial conversar com seu médico antes de começar, para passar por uma avaliação clínica e fazer tudo de maneira segura, controlada. Para tratar bem de seu corpo e ajudá-o a ajudar você a relaxar e a combater o estresse, é muito importante que você se sinta bem fazendo o exercício que escolher, que sinta prazer ao realizá-lo e que sempre fique de olho nos limites do seu corpo.

Por quase uma década, pesquisadores da Universidade da Califórnia dedicaram-se a estudar um grupo 6 mil mulheres com idade superior a 65 anos, no intuito de avaliar como reagia a função mental daquelas submetidas a caminhadas e exercícios regulares e moderados e daquelas não submetidas a nenhuma atividade física constante.

Antes de a pesquisa se iniciar, foi aplicado um teste-padrão que avaliava a função cognitiva de cada uma das 6 mil mulheres estudadas. Passados os oito anos de pesquisa, o teste-padrão voltou a ser aplicado em todo o grupo, para que se pudesse comparar o estado de suas funções cognitivas antes e depois da pesquisa.

E o que estudo revelou é animador para as mulheres que já adotaram ou que pretendem adotar a caminhada em sua vida: o grupo de mulheres que se manteve caminhando de forma regular e moderada foi o que se mostrou menos sujeito a sofrer danos de função cerebral, como, por exemplo, perda de memória.

Além de praticar uma atividade física prazerosa e diária, você pode combater o estresse e as doenças que ele provoca esforçando-se para adotar, senão todas, pelos algumas destas atitudes:

  • deixe os problemas de trabalho no trabalho; não leve para casa as tensões vividas na empresa;
  • por mais tensa que você seja, aprenda a relaxar. Esforce-se para afastar os pensamentos negativos, e viva um instante de cada vez, um dia de cada vez;
  • reserve o fim de semana para descansar, passear, fazer coisas que lhe dêem prazer, ficar mais com a família, com os amigos;
  • adote de vez aquelas mudanças que você mesma julga necessárias para a sua vida mas que anda adiando: parar de fumar, moderar na ingestão de álcool ou de refrigerantes, de gordura, açúcar;
  • abra espaço para um bom livro e para uma boa música sempre que tiver oportunidade;
  • aceite-se suas limitações de tempo, de desempenho e profissionais.

A seguir, alguns endereços eletrônicos ricos em informações para aquelas que escolheram a caminhada para vencer o sedentarismo e, conseqüentemente, o estresse:

http://www.terra.com.br/saude/boaforma/esporte_caminhada.htm
http://www.abcdocorposalutar.com.br/artigo.php?codArt=37
http://www.caminhar.com.br
http://boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=2855&ReturnCatID=357


Leitura de apoio

– Pare de envelhecer e revitalize sua vida, Mitchel Kurk, Editora Campus
Aventura de caminhar: um guia para caminhada , Sérgio Beck, Editora Agora
Superando o estresse , Ursula Markham, Editora Best Seller.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *